Sistema de castigo e recompensa: Será, ou não, apropriado na educação dos filhos?

Actualmente, pais e educadores têm posto em prática o sistema de castigo e recompensa para educar as crianças. Neste sistema, recompensam-se as crianças que se portem de determinada forma, que cumpram com algo estabelecido, ou que consigam bons resultados nas actividades escolares.

Pais e educadores vêem neste sistema uma forma de deixar as crianças motivadas para cumprir as suas obrigações, além de incentivar a competetividade escolar.

Ao se agir desta forma, estamos a incentirar a rivalidade entre as crianças, tanto em casa, com os irmãos, como na escola, com os colegas. Deixa de haver um convívio saudável, de entreajuda, solidariedade, amizade. Com este sistema de castigo e recompensa, a única coisa que incentivamos é a competição, e por isso todos são vistos como adversários. Um ambiente nada saudável para uma criança crescer.

Consequências do sistema de castigo e recompensa

O sistema de castigo e recompensa pode trazer sérias consequências para as crianças, tanto no curto, como no longo prazo. Além de prejudicarmos, seriamente, os nossos filhos, criamos uma sociedade onde o respeito mútuo e a solidariedade não podem existir.

Isto acontece porque ensinamos aos nossos filhos que apenas o que nos traz recompensas vale a pena e tem valor, e por isso as crianças crescem sem dar nenhuma valor a tarefas não compensatórias, como tarefas de voluntariado, por exemplo.

 

Podemos afirmar que, ao recompensar os nossos filhos, estamos a corromper o seu próprio carácter, pois passamos valores errados, de materialismo, egoísmo, como se tudo na vida fosse uma troca de favores.

Ao termos uma atitude destas para com os nossos filhos, apenas lhes ensinamos o que é a corrupção. “Recebes isto se fizeres aquilo”. Não é este o pensamento de um corrupto? Não é isto uma chantagem das mais vis?

 

 

A educação nunca pode passar pela recompensa por algo que os seus filhos têm, e devem, fazer. Tal como nós temos as nossas obrigações, eles também têm. E não há prémio para que as nossas obrigações sejam feitas.

A educação tem de passar, obrigatoriamente, pelo esclarecimento educacional, de forma a que as crianças percebam a importância dos seus actos e acções e, assim, cumprirem com as suas tarefas pois isso o fará uma pessoa melhor e mais evoluída.

 

Comentários via Facebook
Maio 27, 2019

Etiquetas:, , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *